Todo adicto tem uma carência emocional.

Segundo Masaharu Tanuguchi, todos nós nascemos com cinco desejos internos, são eles:

  1. Ser elogiado
  2. Ser reconhecido
  3. Ser livre
  4. Ser amado
  5. Ser útil

Se notarmos ao longo de nossas vidas, esses fatores servem de norte, para que tenhamos uma vida equilibrada e feliz. Quando um desses desejos internos não são preenchidos, o vazio toma conta do nosso ser e perdemos o brilho de nossas vidas.
Em relação a drogadição não é diferente.
Percebemos que a pessoa que, na infância, não recebeu elogios da família, principalmente dos pais, desenvolve uma insegurança que pode levá-lo a apatia nas relações profissionais e emocionais.


Já a criança, que não tem seus feitos reconhecidos, torna-se insegura. Quando isso acontece ela tem morta no nascedouro a sua imaginação criadora. A liberdade talvez seja o bem mais precioso do ser humano; quando somos impedidos desse direito, para preservar nosso próprio livre arbítrio, nos tornamos rebeldes e agressivos.

E, por fim, todos desejamos ser amados. Somente através do amor podemos unir todos os pontos acima, já que esse primeiro sentimento na escala dos bons sentimentos é o responsável pela completa felicidade de um individuo.
No adicto, se observa que uma boa parte desses desejos deixaram de ser satisfeitos. E é nesse ponto que o start para que o consumo acontece. Se durante o acompanhamento do adicto, for possível detectar qual o desejo que não foi preenchido, teremos avançado no ponto para ajudá-lo em sua recuperação através da explicação dos desejos pontuados.


A falta dessa compreensão por parte do adicto faz com que ele procure fora o que sempre esteve dentro dele.
Trazer o autoconhecimento desses fatores é primordial para a libertação da dependência. Assim fazendo, ele despertará para o último desejo que é de ser útil, visto que durante o processo da dependência ele deixou sua utilidade como filho, pai, amigo, irmão de lado, para buscar nas substâncias o preenchimento das carências afetivas, não preenchidas.

LINK FILME INNOVARE: https://youtu.be/0vv8vpgZAaU

Referência:
TANIGUCHI, Masaharu. Educação da vida.

Parceiros