Motivadores e causas da dependência química

A dependência química se inicia quando as drogas são utilizadas para suprir necessidades do organismo ou emocionais. Entenda quais são seus motivadores.A dependência química é uma doença crônica, multifatorial e pode se dar em diversos níveis, desde aquela pessoa que usa drogas com muita frequência voluntariamente ou  àquela pessoa que não tem controle nenhum sobre o uso dela se tornando totalmente dependente delas.È importante notar que a dependência química é  é uma doença de implicações físicas, comportamentais e psicológicas, sendo iniciada quando as drogas são utilizadas como forma de suprir alguma necessidade do organismo ou por necessidade emocional.A diversos fatores e motivadores que podem fazer com que uma pessoa de o início ao uso de drogas entre os mais comuns é possível citar:
PROBLEMAS EMOCIONAIS E PSICOLÓGICOS
A falta de orientação psicológica e amparo emocional podem levar à depressão e-ou a vontade de fugir dos problemas cotidianos.A em nossa sociedade uma grande quantidade de pessoas que a ainda não conseguem lidar com sua emoções. Para elas, situações corriqueiras em nossas vidas representam grandes desafios psicológicos tais como;

  1. Frustrações na infância, escola 
  2. Decepções nos relacionamentos ( familiares, amorosas,trabalho etc.)
  3. busca pela aprovação de pais ou amigos 
  4. Um trauma ou choque psicológico. Talvez a pessoa não encontre confiança em ninguém para desabafar ou discutir sua problemática, ou talvez o medo do julgamento podem fazer com que ela guarde os problemas consigo e não fala com ninguém tornando-se um trauma maior. 

Em adicção, a falta de autoconhecimento pode levar a má interpretação das causas de sua angústia, levando-a a se manifestar através de rebeldia, raiva ou isolamento.

BUSCA PELO ALÍVIO
Há inúmeras situações em que qualquer coisa que possa `aliviar` o sentimento sem ter que lidar com ele diretamente se torna uma solução fácil e prazerosa para essa pessoa. O entorpecente que altera a percepção da realidade e o pensamento faz o usuário esquecer momentaneamente suas frustrações dos problemas, responsabilidades e compromissos.Alguns podem se libertar das inseguranças e ansiedades que tanto machucam a si próprio que não conseguem lidar com suas próprias emoções.As drogas oferecem uma saída rápida e perigosa para pessoas nessas situações, e aliadas ao desconhecimento de suas consequências, podem agir de forma contrária e agravar o problema.

CURIOSIDADE
Há ainda uma causa mais alarmante: a curiosidade sentida na adolescência sobre a sensação nova que as drogas causam. Muitas vezes, o usuário não possui um motivador psicológico, uma frustração ou apenas um problema com o qual não saiba lidar. Ele apenas quer conhecer e se aprofundar por diversão por um mundo ilusório.Há por exemplo jovens que não tiveram liberdade em sua adolescência e quando passam a experimentar o livre arbítrio sem nenhum tipo de supervisão, não sabem lidar com seus limites e buscam aproveitar o ( tempo perdido), aproveitando todas experiências possíveis sem nenhum senso crítico, muitas vezes desconhecendo as consequências de suas experimentações.

PRÉ DISPOSIÇÃO BIOLÓGICA
Também existem motivadores hereditários e biológicos, que aumentam as possibilidades de uma pessoa usuária de drogas se tornar dependente destas substâncias. Ou seja, o motivador para uma pessoa que apenas experimentou uma droga voltar a utilizá-la ainda que tenha consumido na primeira vez apenas para `descobrir coisas novas`.Uma das características de predisposição biológica para a dependência química é o aumento da tolerância orgânica ou seja a capacidade cada vez maior do indivíduo de consumir a substância sem que ela surta o efeito esperado no organismo. Ou seja conforme a tolerância orgânica aumenta há uma série de consequências: 
1- Aumenta a necessidade que o usuário tem de consumir a droga para atingir o efeito esperado 
2- Quando o efeito não é atingido mesmo com o consumo alto o usuário passa a usar drogas de efeitos mais fortes
3- Essas práticas podem se repetir formando, assim, um ciclo vicioso que termina com consequências catastróficas, muitas vezes culminando em uma overdose, doenças,levando o usuário a cometer delitos ou ate mesmo a morte ou suicidio.

A SAÍDA É A EDUCAÇÃO
Esses são apenas alguns dos exemplos que motivam as pessoas a buscar as drogas e entorpecentes, mais do que nunca a educação, informação e autoconhecimento são ferramentas fundamentais para prevenção do uso de drogas 

Parceiros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *