Mais lidos da quinzena 2 – Novembro 2020

No artigo Uso de álcool e violência contra meninas em namoros a temática foca um dos assuntos mais relevantes na vida das adolescentes.

Larissa Ferraz apresenta um estudo sobre a explosiva equação que agrega namoro, violência e álcool.

A análise foi feita com 583 meninas, com idade média de 15 anos, de sete escolas públicas de ensino médio do Texas, nos EUA.

Após a avaliação, a pesquisa justifica a importância do tema em lugares onde há programas de prevenção.

Muito se ouve falar no Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade, o famoso TDAH. Pais e educadores se arriscam a comentar, mas nem sempre as informações são suficientes, ou pior, muitas são infundadas.

Alguns sabem que o transtorno causa sintomas de desatenção e inquietude em crianças, mas ignoram a gravidade dos problemas que o TDAH pode promover.

No artigo Dependência Química e o Transtorno de Deficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) o especialista, Sérgio Castillo, explica com objetividade os principais pontos do tema.

“Os adolescentes com baixo status socioeconômico começaram o consumo de álcool mais cedo do que os adolescentes com alto status socioeconômico.” Quem afirma é uma pesquisa publicada na revista científica Addiction que se fundamentou em adolescentes de escolas chilenas.

O estudo analisou 248.336 adolescentes de ambos os sexos, a condição financeira e a faixa etária.

Os pesquisadores chegaram a surpreendentes conclusões sobre a iniciação ao álcool entre os estudantes participantes.

A matéria Preços, iniciação e consumo excessivo de álcool: Qual é a relação? – assinada por Patricia Galvão, apresenta o resultado desse estudo.

Parceiros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *